Sobre o ofício.

Quando se está exercendo um ofício você não apenas um indivíduo, mas uma pessoa que contrai as obrigações de uma profissão. Por exemplo o pai ou mãe de família que entra no julgamento como juiz: ele/ela já não é apenas um homem ou uma mulher do cotidiano comum que pode fazer o que bem entender com a sua liberdade, ao contrário é alguém cujo ofício assume uma responsabilidade por uma decisão (efetivada dentro do âmbito legal, ético e moral) que irá afetar a vida de um réu, uma vítima, uma população etc. Seja qual for o ofício que você escolheu lembre-se sempre de colocar a si mesmo numa posição de profissionalismo, recorde-se dos deveres que você está contraindo quando atende um cliente. Ainda que sejamos a mesma pessoa dentro e fora do trabalho o estado de espírito que assumimos em cada situação é diferente, portanto se articule bem na linguagem (o que inclui não só falar, mas também o se comportar), observe seu vestuário, o ambiente onde você receberá o seu cliente. No trabalho há espaço para concentração e descontração basta sabermos separar o momento de cada um.

postagem 20-09-2017

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s